barra turquza.png
Manchas de Pele
O QUE SÃO MANCHAS DE PELE

Manchas de pele é uma hiperpigmentação que pode ser causada por melanose solar (mancha senil), melasmas e pigmentações exógenas de outras natureza. São provocadas por processos inflamatórios, exposição solar ou doenças autoimunes. 

Melanose solar

(mancha senil)

Melanose solar é a hiperpigmentação mais comum da pele e surge nas áreas de maior exposição à radiação solar (como mãos, braços e rosto), principalmente em indivíduos de pele clara após a terceira década de vida. ​A exposição acentuada à radiação ultravioleta (UVA e UVB) provoca aumento do número e da atividade das células produtoras de melanina (melanócitos), que pigmentam a pele de forma irregular.

As manchas tem formato arredondado, de coloração acastanhada clara, escura ou negra. São benignas, mas podem causar desconforto e afetar a autoestima do paciente por questões estéticas.

Tratamento

As melanoses solares podem ser tratadas com produtos despigmentantes de uso tópico (como formulações contendo hidroquinona). Tratamento com luz pulsada (LIMELIGHT®) oferece bons resultados, além de promover uma melhora da elasticidade da pele. Podem ser utilizados também ácidos, crioterapia e peelings químicos. Os resultados não são definitivos, por isso é importante a fotoproteção para prevenir o aparecimento de novas manchas

Melasma

Melasma se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode surgir nos braços, pescoço e colo. Está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar. O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética e o fototipo de pele são os fatores de maior influência.

As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas (iguais nos dois lados).

Tratamento

O ponto de partida para que o tratamento tenha efeito é a fotoproteção. Melasmas podem ser tratadas com produtos despigmentantes de uso tópico (como formulações contendo hidroquinona, ácido glicólico, ácilo retinóico, ácido azeláico e outros), peelings e uso de laser e luz intensa pulsada

Importante!

Problemas de pele não devem ser tratados de maneira superficial. Há procedimentos que parecem simples, mas podem causar danos permanentes se forem mal recomendados ou realizados por pessoas sem capacitação. Para que seja feito o correto diagnóstico e a indicação do melhor tratamento para cada caso, agende uma consulta com um médico dermatologista.

Saiba mais:

SOBRE FOTOPROTEÇÃO 

SOBRE FOTONA® →

SOBRE CUTERA XEO®

SOBRE PEELINGs E MICROAGULHAMENTO 

SOBRE PROTOCOLOS PROFISSIONAIS SKINCEUTICALS